a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

Em pronunciamento, Barroso alerta para o risco do ‘vírus’ das ‘fake news’ nas eleições

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Artigos Jurídicos  > Legislação  > Em pronunciamento, Barroso alerta para o risco do ‘vírus’ das ‘fake news’ nas eleições

Em pronunciamento, Barroso alerta para o risco do ‘vírus’ das ‘fake news’ nas eleições



Presidente do TSE convocou a população a participar do processo eleitoral e destacou que a campanha deste ano terá cuidados especiais devido ao coronavírus O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou neste sábado que a votação nas eleições municipais de novembro exige “cuidados especiais”, em função da pandemia. No entanto, convocou a população brasileira para participar do processo eleitoral e alertou para os riscos do “vírus” das fake news. A campanha tem início neste domingo.

“A pandemia da covid-19 impõe cuidados especiais na campanha que se inicia, para a proteção de eleitores e de candidatos”, afirmou, em pronunciamento em rede nacional. “O TSE ouviu alguns dos maiores especialistas médicos do país. A principal forma de transmissão da doença ocorre quando uma pessoa fala ou respira próxima da outra.”

Ele citou as seguintes recomendações: evitar aglomerações; manter distância mínima de um metro das outras pessoas; sempre usar máscara.

“Além disso, reuniões devem ser feitas em lugares abertos e deve-se evitar a distribuição de impressos. Sempre que possível lave as mãos ou utilize álcool gel após ter contato com alguém ou com algum objeto”, disse. “Com esses cuidados, fica minimizado o risco de contaminação.”

Barroso também afirmou que o “vírus” das fake news “ronda as eleições” e é capaz de comprometer “não a saúde pública, mas a própria democracia”.

“Trata-se das notícias falsas, das campanhas de desinformação e de difamação. Uma causa que precise de mentiras, de ódio ou de agressões não pode ser boa. Pense nisso”, afirmou.

O ministro ainda citou os 148 milhões de cidadãos habilitados a votar. “O Brasil é a quarta maior democracia do mundo. Na democracia, somos todos livres e iguais. Ou, pelo menos, devemos lutar para que seja assim. Não abra mão da sua chance de fazer diferença”, disse. “Vamos fazer uma campanha com debate público de qualidade, franco e robusto, mas com respeito e consideração pelas pessoas e por suas ideias, mesmo que diferentes das nossas.”

O presidente do TSE, Roberto Barroso, convocou a população brasileira para participar do processo eleitoral
Roberto Jayme/ASCOM/TSE


Source link

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

whatsapp
Eu sou o Dr. Philipe Cardoso CLICK AQUI E ME DIGA COMO POSSO AJUDAR!
NA REDE