a
Philipe Cardoso Sociedade Individual de Advocacia
CNPJ. 24.723.912/0001-50

Facebook

Twitter

Cardoso & Advogados Associados 2020
Todos os direitos reservados.

9:00 - 18:00

Funcionamento Seg. - Sex.

(21) 3189-6625

(21) 9.8189-6625

WhatsApp

LinkedIn

Facebook

Instagram

Search
Menu
 

Você sabe o que é o DUT e Como Preenchê-lo?

Cardoso & Advogados Associados > Blog Cadv  > Notícias  > Você sabe o que é o DUT e Como Preenchê-lo?

Você sabe o que é o DUT e Como Preenchê-lo?



 

 

transferência de um veículo, como qualquer trâmite, tem alguns documentos específicos e o DUT é o da transferência. Embora muitos indivíduos não conheçam o DUT, ele é vital para que um automóvel mude de proprietário. Você conhece o DUT e sabe como preenchê-lo?

Compreendendo o DUT

O DUT é o Documento Único de Transferência e ele é tão necessário nesse trâmite como o CRV é quando um veículo é adquirido. Na realidade, o DUT funciona como um recibo, ou seja, ele confirma que o veículo teve a sua transferência efetivada.

Como conseguir o DUT?

Aqueles que necessitam preencher o DUT podem buscar o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e solicitá-lo. Importante ressaltar que os cidadãos podem encontrar o DUT na página do DETRAN, já que o órgão, muitas vezes, permite o download de itens assim.

 

O que deve ser colocado no DUT?

O DUT precisa ter os dados mais relevantes relacionados à compra do automóvel. Assim, o nome do ex-proprietário e do novo dono, seus documentos e o valor dessa compra são pedidos. O preenchimento do DUT deve ocorrer usando caneta e é fundamental que se reconheça firma. Além disso, o documento precisa ser xerocado antes de ser enviado ao DETRAN.

 

E se o DUT tiver problemas?

Para que a transferência de um veículo seja considerada totalmente regular pelo DETRAN é preciso que não exista nenhum erro. Por isso, se o DUT não estiver preenchido ou se houver equívocos é como se a transferência fosse nula: quem permanece com a responsabilidade é o ex-proprietário e o novo dono, para o DETRAN não possui automóvel algum.

Dessa forma, é vital que o ex-proprietário e o novo dono façam o preenchimento do DUT juntos. Assim, nenhum documento é inserido de forma errada. Além disso, mesmo sendo o ex-proprietário quem prepara o DUT, o novo dono precisará assinar.

 

Entregando o DUT

Quando o DUT é conseguido e já está preenchido sem nenhum equívoco, o ex-proprietário precisa entregar no DETRAN. Se o novo dono quiser conferir, pode acompanhá-lo.

O novo dono pode preocupar-se a respeito de efetuar o pagamento, o ex-proprietário receber e não entregar o DUT, ou seja, obter o pagamento e ainda permanecer com o automóvel. Para certificar-se, ir com o ex-dono é uma indicação.

 

Sem o DUT?

Se o não preenchimento do DUT impede a transferência, o ex-proprietário pode conseguir uma multa, que custa R$ 127,69. Além disso, pode ocorrer a apreensão e o ex-dono obterá 5 pontos na sua habilitação, correspondendo à infração grave. Para que nenhuma dessas 3 punições aconteça, o DUT deve ser preenchido e enviado ao DETRAN, como os outros documentos, em 30 dias.

 

No Comments

Leave a Comment

whatsapp
Eu sou o Dr. Philipe Cardoso CLICK AQUI E ME DIGA COMO POSSO AJUDAR!
NA REDE